BLOG

O impacto de obras de infraestrutura na economia nacional

Há quem acredite e defenda que a redução de custos e o corte de gastos são fundamentais para o Brasil. Outros afirmam que o ideal é investir em infraestrutura para movimentar e aquecer ainda mais a economia brasileira.

Realmente, os supérfluos precisam ser muito bem avaliados para que não provoquem grandes impactos na economia, mas as obras de infraestrutura não podem receber essa classificação, afinal, são elas que possibilitam o escoamento e distribuição das produções nacionais. Sendo assim, são fundamentais para que os nossos produtos se tornem mais competitivos.

Pensando nisso, preparamos este artigo para esclarecer por que é tão importante investir em obras de infraestrutura e de que maneira elas impactam a economia nacional. Continue lendo para entender por que elas não podem ser consideradas como gastos desnecessários e de que maneira seu custo se reverte de forma positiva para a nação.

 

O escoamento das produções nacionais

Uma característica muito marcante do Brasil é a extensão do seu território. Maior que a maioria dos países, esse gigante ainda apresenta uma diversidade em seus terrenos que faz com que o escoamento e distribuição das produções nacionais sejam um grande desafio.

Isso porque existem algumas regiões onde somente é possível explorar a modalidade rodoviária. Em outros, existe a necessidade do modal hidroviário e o aéreo. Sendo assim, o Brasil tem um grande potencial para diversos tipos de negócio, sendo a pecuária, a agricultura, a indústria e serviços, mas essa dificuldade de logística faz com que os seus produtos tenham um custo final muito elevado.

Com isso, acabam não sendo tão competitivos quanto os de outros países que não apresentam essa dificuldade. Mas esses empecilhos podem ser superados por meio do investimento em infraestrutura para oferecer alternativas mais viáveis para os produtores.

 

A competitiva entre produtos nacionais e internacionais

É por isso que a China, por exemplo, consegue trabalhar com valores muito baixos. Afinal seu governo investe massivamente na infraestrutura do país para que consiga produzir, transportar e exportar com maior facilidade.

Perceba que existe uma grande invasão de produtos chineses na economia brasileira, porém, o ideal seria que os produtos nacionais tivessem a oportunidade de ganhar o mercado, mas para competir com os preços baixos que vêm de fora, é fundamental que os produtores nacionais consigam escoar e distribuir a sua produção.

Esse é o primeiro dos fatores essenciais que demonstram a importância de se investir em infraestrutura no Brasil. Estamos falando sobre a construção de portos, aeroportos, pontes, centros de distribuição, a concessão de terrenos, ferrovias, hidrovias, entre outros. Tudo isso para que o grande potencial da diversidade brasileira seja bem aproveitado.

É dessa maneira que as indústrias e os produtores encontrarão alternativas para movimentar as suas produções. Ao mesmo tempo, os grandes centros produtores são interligados e têm acesso facilitado aos canais distribuidores, minimizando os seus custos e impactando o valor final.

 

Projetos de infraestrutura e geração de empregos

Não somente a logística da produção nacional é beneficiada pelos investimentos em obras de infraestrutura. Isso porque postos de trabalho são abertos em função da necessidade de mão de obra para atuar nesses canteiros.

Sendo assim, quando projetos são elaborados nesse sentido também temos o impacto na economia por meio da redução do número de desempregados. Isso faz com que o poder aquisitivo dessas pessoas seja elevado e existe uma injeção de valores na economia.

Essas obras de infraestrutura geram empregos diretos, mas também abrem postos indiretos, justamente porque existe uma maior procura por produtos e serviços. Os próprios canteiros necessitam de recursos movimentando a economia por meio da comunicação, do transporte, alimento e matéria-prima.

Veja também: Entenda como funciona o refino do petróleo.

Assim, as obras de infraestrutura são essenciais no sentido de que favorecem as produções nacionais tornando os preços mais competitivos e trazendo a oportunidade para instalação de novas empresas. Ao mesmo tempo, promovem a geração direta e indireta de postos de trabalho elevando o poder aquisitivo da população que, consequentemente, também movimenta a economia.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *