Menu
Logo da Etesco Construções

Para que servem as sapatas? Conheça os tipos mais utilizados em obras

Atualizado em 15/08/2023
Tempo de leitura: 3 min.

As sapatas são conhecidas na construção civil como fundações superficiais responsáveis por transferir a carga dos pilares para o solo através de suas bases. É uma das fundações mais comuns no Brasil, adaptando-se bem ao solo argiloso.

Quer entender como funcionam as sapatas e conhecer os tipos existentes? Confira mais detalhes no post a seguir. Continue lendo!

Fundação: o que é?

Para falar sobre as sapatas, precisamos antes relembrar o que é uma fundação, certo? Então, vamos lá! 

A fundação é uma estrutura elaborada no início de uma obra. Seu objetivo principal é transmitir as cargas da edificação até o solo. 

Existem diferentes tipos de fundação que ajudam a apoiar a construção no terreno de uma maneira segura, sendo um deles as sapatas. 

E qual a função das sapatas?

Conforme dissemos, a sapata é um tipo de fundação fabricada em concreto armado e que apresenta uma capacidade de carga média ou baixa. Isso significa que sua profundidade de escavação é inferior a 3 metros.

Assim sendo, a carga é transmitida para o solo através da pressão distribuída pela base da fundação. 

Quando o uso das sapatas é indicado? 

O uso das sapatas dependerá de uma série de fatores, sendo a resistência do solo o principal, uma vez que é necessário que as primeiras camadas do terreno sejam resistentes, pois se trata de uma fundação superficial.

Geralmente, as sapatas podem ser utilizadas em solo argiloso, muito comum no Brasil. E para saber se o solo está de acordo, é possível contar com o auxílio de profissionais que realizam um estudo aprofundado. 

Quais são os tipos de sapatas mais utilizados? 

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as sapatas e onde utilizá-las, vamos destacar os principais tipos existentes. São eles:

Sapata corrida

É feita em concreto ciclópico (concreto e pedras) e apresenta um formato fino, sendo rígida por conta do seu comprimento. Bastante utilizada para suportar o peso de elementos contínuos.

Suas cargas são distribuídas de maneira linear, como podemos observar em paredes, muros e outras estruturas que possuem um efeito alongado

Por ter todas essas características, existe a chance de surgirem patologias ao longo do tempo, como fissuras ou trincas. Para evitar esse problema, é recomendado aumentar a rigidez do material.

Sapata isolada

Esse tipo de sapata é o mais utilizado na construção civil, sendo o mais simples. Seu objetivo é suportar a carga de apenas uma coluna ou pilar

Então, o peso da edificação é transmitido através desses elementos que logo transferem a carga a sapata distribuir no solo. 

É ligada por um baldrame que conecta as bases e distribui o peso da fundação da melhor forma possível. O radier é um exemplo de sapata isolada.

Sapata associada

Também chamada de radier parcial, apresenta um conceito mais simples, ou seja, são usadas duas sapatas para a distribuição do peso de 2 pilares ao mesmo tempo. 

Seu uso é indicado quando duas sapatas isoladas não funcionaram bem e ficaram muito próximas por falta de espaço devido ao estilo do projeto. 

Sapata com viga alavanca

Utilizada quando um pilar não se encaixa ao centro da fundação, tornando-se desalinhado e suas cargas não são distribuídas de maneira correta para o solo.

Gostou do conteúdo de hoje? Deixe o seu comentário, caso tenha outras dúvidas sobre o assunto.

E até o próximo post!

 TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Existem dois tipos de armaduras, sendo a armadura positiva e a negativa muito utilizadas na construção civil. Entenda melhor e saiba o que pode diferenciá-las!
Ler Mais
Aditivos para concreto são substâncias adicionadas à mistura de cimento, água, areia e outros agregados para promover uma construção mais resistente. VEJA MAIS!
Ler Mais
1 2 3 101

Desenvolvido por Surya Marketing Digital.

Todos os direitos reservados © 2024
Site atualizado em:
11:46 | 23/02/2024