Logo da Etesco Construções
Menu

Quais são os tipos de fundações existentes. Descubra!

Atualizado em 03/09/2021
Tempo de leitura: 5 min.

A fundação é o alicerce necessário para manter a estabilidade de qualquer obra de construção civil, portanto exige muito estudo para definir qual o modelo de fundação será usado em cada tipo de solo.

A imagem mostra a fundação de uma construção em andamento | Etesco Construções

Descubra quais são os tipos de fundações existentes e sua importância para a construção civil.

Conheça a importância das fundações em obras de construção civil

A fundação de uma obra é uma estrutura essencial para infraestrutura do projeto a ser construído. É responsável por receber os carregamentos vindos do peso da própria estrutura, as ações climáticas e transmitir esses eventos para o solo com segurança.

Toda obra civil começa pela fundação e qualquer erro pode acarretar em rachaduras ou até mesmo desabamento da construção. Portanto, é de extrema importância que um profissional qualificado analise cuidadosamente o tipo de fundação ideal para cada obra. 

Confira nosso post sobre estruturas metálicas clicando aqui!

Processo de estudo para a instalação da fundação

Antes do início da obra, é de extrema importância que o engenheiro realize procedimentos normativos e fundamentais, para poder definir a melhor forma de prosseguir a obra. 

Conhecidos como estudo de solo, esses procedimentos são:

Topografia de terreno – Estudo da superfície terrestre, tais como, suas características e formas. Por meio desse estudo obtém-se a descrição das superfícies do solo, além de servir para demarcar os limites do terreno.

Sondagem de solo – Essencial para obter informações sobre o tipo de solo, a consistência, a deformabilidade e as tensões admissíveis do terreno. Por meio desse processo é possível detectar a presença e a profundidade da água no subsolo. 

Definindo o melhor tipo de fundação para a obra

Após o estudo de terreno, o engenheiro projetista deve analisar os resultados para poder definir o melhor tipo de fundação, considerando fatores como:

  • Segurança;
  • Técnica de execução;
  • Cronograma;
  • Custos.

Etapas para instalar fundações 

Após todos os processos de análise e escolha de estrutura, inicia-se o processo de construção da fundação.

 Os procedimentos são: 

  • Escavação;
  • Armação;
  • Nivelamento;
  • Aplicação do concreto.

Conheça os modelos de fundações

Os tipos de fundações podem ser separados em duas categorias, sendo eles, fundações superficiais e fundações profundas. 

Confira as especificações e técnicas dos tipos de fundações.

Fundações superficiais

As fundações superficiais são caracterizadas pela transmissão de carga para o solo pela base. Geralmente a escavação é realizada manualmente e a profundidade da escavação é de 3 metros. 

Algumas fundações superficiais são:

Sapata 

Construída de concreto e o interior de malha de ferro, a sapata sustenta o peso da construção, aumentando a carga do solo, garantindo a segurança e resistência da obra. 

Os tipos de sapata são:

Sapata Isolada – Interligadas pelo baldrame, vigas que sustentam as paredes ao nível das fundações, esse tipo de sapata é indicado para terrenos de solo firme e de boa resistência. 

A carga da edificação é transmitida para as colunas, que transferem o peso para as sapatas, que por sua vez, distribuem o peso para o solo.

Por ser um tipo de fundações superficiais mais simples, as sapatas isoladas são comumente utilizadas como fundações de casas e outras construções de pequeno porte.

Sapata corrida - Estrutura de concreto armado localizada abaixo das paredes, suas dimensões são superiores às das vigas de baldrame. O peso da construção é transferido para as colunas e então distribuído linearmente para o solo.

A sapata corrida é comumente utilizada em construções de pequeno porte como, fundações de casas, galpões, muros de divisa, paredes de reservatórios e piscinas.

 Indicada para composição de fundações assentadas em terrenos firmes, geralmente não há necessidade de utilizar máquinas especiais para escavação.

Sapata associada – Formada por duas sapatas paralelas, a sapata associada também é conhecida como sapata combinada. Utilizada quando a distância entre dois pilares é curta, suporta o peso de dois pilares em uma única sapata. 

Sapata Alavancada – Quando a base da sapata não coincide com o centro de gravidade do pilar, por estar perto de divisas ou outros obstáculos, uma viga entre duas sapatas é criada para evitar o que o pilar entorte. 

Essa viga de equilíbrio faz o papel de transmitir os esforços do pilar e da sapata para o restante da estrutura.

Viga Baldrame 

Produzida por uma estrutura de armação de aço, a viga baldrame é composta por barras de aço que acompanham o traçado das paredes por toda a projeção da edificação. 

O baldrame serve de apoio para conectar sapatas isoladas e distribuir o peso da construção, garantindo que não ocorra o surgimento de problemas que comprometem a segurança. 

Os tipos de viga de baldrame são:

  • Viga de Baldrame moldada in loco 
  • Viga de Baldrame pré-moldada 
  • Viga de blocos de concreto

Bloco de fundações 

Os blocos de fundação são usados para distribuir as forças entre os pilares e os elementos profundos da fundação. Podem ser dimensionadas sem a necessidade de armadura, já que as tensões de tração são resistidas pelo concreto. Recomendada para obras de pequeno porte.

Radier

Fundação rasa semelhante a uma laje de concreto armado que fica em contato direto ao terreno. Por abranger toda construção, a carga da edificação é distribuída a partir de uma estrutura superior. 

A fundação radier é frequentemente utilizada em obras de pequeno porte por conta das suas vantagens:

  • Baixo custo;
  • Rapidez;
  • Redução de mão de obra.

Fundação profunda

As fundações profundas transmitem a carga proveniente da construção civil por meio da resistência de base e pela resistência da lateral e deve ser assentado em grandes profundidades, superiores a 3 metros. Essas fundações devem ser utilizadas em uma edificação de grande porte,.

Os tipos de fundação profunda são:

Estacas

As estacas são um tipo de fundação profunda indireta caracterizada pela possibilidade de instalação sem que ocorra a descida do operário, porque são instaladas por equipamentos e ferramentas. 

Alguns tipos de estacas são:

Estacas metálicas – Produzidas industrialmente, esse tipo de estaca é cravado no solo com a técnica bate estaca, atravessando lentes de pedregulhos ou concreções durante sua introdução no solo.

Estacas de madeira – Esse tipo de fundação costuma ser utilizado em obras provisórias. Para ser usada em obras permanentes é necessário que a madeira receba tratamentos contra fungos e bactérias. 

Estaca do tipo Franki – Moldada “in loco”, é caracterizada pela utilização de uma base alargada. São fundações profundas, fazendo com que a carga originária da estrutura seja suportada pela resistência de ponta e lateral.

Estaca do tipo Strauss – Elaborada através da escavação do solo através de uma sonda específica, essa estaca em concreto moldado “in loco”.

Estaca Hélice contínua – Estaca moldada “in loco”, sua perfuração consiste na introdução de um trado helicoidal no terreno, até a profundidade do projeto de fundação.

Tubulões 

É um elemento de fundação profunda, que exige controles rigorosos de segurança, já que consiste na escavação e concretagem de um poço. Feita de cilíndricos revestidos com aço ou concreto moldados in loco, essa estrutura é utilizada em obras que precisam suportar cargas elevadas, como:

  • Pontes;
  • Viadutos;
  • Edifícios de grande porte.

Existem duas técnicas para instalação da fundação profunda de tubulões, sendo elas:

Tubulões a céu aberto – Indicados exclusivamente para solos coesivos.

Tubulões a ar comprimido – Utilizado em solos permeáveis, como abaixo do nível do lençol freático.

Caixões

Concretados na superfície e instalados por escavação interna, a fundação dos caixões pode ou não ter sua base alargada. 

Normalmente são usados para escorar paredes de escavação, para impedir que entre água enquanto estiver sendo realizada a obra no solo. Após esse período os caixões são usados como pilares ou fundações para a própria construção.

Você já conhecia os tipos de fundações existentes? Comente e compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entenda qual é o conceito de cidades inteligentes e descubra a importância que ele tem para garantir mais qualidade de vida nos centros urbanos.
Ler Mais
Você sabe quais são as vantagens de utilizar pré-moldados no canteiro de obras? Entenda como esse tipo de estrutura contribui com o trabalho na construção civil.
Ler Mais
1 2 3 45

© ETESCO, 2021. Todos os direitos reservados. | Desenvolvido por Surya Marketing Digital.

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram